LINHA - VIDA

Data 1983
Autor António Joaquim Rodrigues Ribeiro

Vou perguntar
Ao mais vidente
Se o meu futuro
Será sorridente

Vou consultar
Quem tem visão
Se ainda vale a pena
Fazer tenção

Quem é capaz
De me dizer
Se a manhã traz
A minha força de crer

Quem é capaz
De adivinhar
Se a minha fonte
Vai correr ou secar

Quem é capaz
De aconselhar
se hei-de estar aqui ou
Trocar de lugar

Quem é capaz
De assegurar
Se no futuro
Posso respirar

Quem é capaz
De me indicar
Se eu hei-de andar
Depressa ou devagar

Quem é capaz
De me tirar
Desta incerteza
Se hei-de rir ou chorar

Quem é capaz
De me ver na mão
Na linha-vida
Qual a duração

Quem é capaz
De me informar
Se a linha é recta
Ou se vai entortar

Quem é capaz
De aconselhar
Se não for certa
Se a hei-de cortar