MINHA CARA SEM FRONTEIRAS

Data 1983
Autor António Joaquim Rodrigues Ribeiro

Se me apetece fico onde estou
Se alguém me impede de partir eu vou
Minha cara sem fronteiras
Minha estrada sem ter fim
Cores não sei de bandeira
Bandeira é branca para ti
Se me apetece fico onde estou
Se alguém me impede de partir eu vou
Minha cara sem fronteiras
Minha viagem sem ter mão
Percorro a terra inteira
Não sei o que é uma nação
Se me apetece fico onde estou
Se alguém me impede de partir eu vou
Venho da terra de ninguém
E a minha língua não tem país
O meu nome é alguém
E vou daqui para o lugar de além
Meu corpo é tronco sem raiz
Se me apetece fico onde estou
Se alguém me impede de partir eu vou