DEOLINDA DE JESUS

Data 1983
Autor António Joaquim Rodrigues Ribeiro

A minha mãe
É a mãe mais bonita
Desculpem, mas é a maior
Não admira
Foi por mim escolhida
E o meu gosto é o melhor

E esta é
A canção mais feliz
Feliz eu que a posso cantar
É o meu maior
Grito de vida
Foi o seu grito do meu despertar

Canção de Mãe a sorrir
Canção berço de embalar
Melodia de dormir
Mãe ternura a aconchegar
Canção de Mãe a sorrir
Gosto de ver e ouvir
Voz imagem de sonhar
Imagem viva lembrança
Que faz de mim a criança
Que gosta de recordar.

A minha Mãe
É a mãe mais amiga
Certeza com que posso contar
E nem por isso
Sou a imagem que queria
Mas sempre me soube aceitar.

Razão de Mãe é dizer
Mãe cuidado a aconselhar
Os cuidados que hei-de ter
As defesas a cuidar
Saudade Mãe a escrever
Carta que eu vou receber
Notícia de me alegrar
Cartas visitas encontros
Essa troca que nós somos
Este prazer de trocar
Canção de Mãe a sorrir
Gosto de ver e ouvir
A ternura de cantar.