QUEM FEIO AMA...

Data 1984
Autor António Joaquim Rodrigues Ribeiro

Quem feio ama
Bonito lhe parece
Quem bonito tem não sabe
Se lhe pertence.
Quem feio ama
Gosta de ter confiança
Porque a beleza
Nem sempre deu muita
Segurança.

Quem feio ama
Tem os olhos convencidos
E só vê beleza
Em todos os sentidos.

Quem feio ama
Lá tem as suas paixões
Tem o seu segredo
Outras compensações

Quem feio gosta
Tem um gostar mais profundo
Porque o que está à mostra
Será bom mas não é tudo.

São concepções
Dos olhos de quem nos escolhe
Que o ser feio ao bonito
Depende de quem nos olhe.