É P'RA AMANHÃ...

Data 1983
Autor António Joaquim Rodrigues Ribeiro

É p'ra amanha
Bem podias fazer hoje
Porque amanha
Sei que voltas a adiar
E tu bem sabes
Como o tempo foge
Mas nada fazes
Para o agarrar

Foi mais um dia
E tu nada fizeste
Um dia a mais
Tu pensas que não faz mal
Vem outro dia
E tudo se repete
E vais deixando
Ficar tudo igual

É p'ra amanha
Bem podias viver hoje
Porque amanhã
Quem sabe se vais cá estar
Ai tu bem sabes
Como a vida foge
Mesmo que penses
Que esta p'ra durar

Foi mais um dia
E tu nada viveste
Deixas passar
Os dias sempre iguais
Quando pensares
No tempo que perdeste
Então tu queres
Mas é tarde demais

É p'ra amanha
Deixa lá não faças hoje
Porque amanhã
Tudo se há-de arranjar
Ai tu bem sabes
Que o trabalho foge
Mesmo de quem diz que
Quer trabalhar

Eu sei que tu
Andas a procurar
Esse lugar
Que acerte bem contigo
Do que aparece
Tu não consegues gostar
E do que gostas
Já esta preenchido